Alunos realizam pesquisa sobre produção de carrapaticida natural e inseticidas com Folhas de Pequi

Alunos realizam pesquisa sobre produção de carrapaticida natural e inseticidas com Folhas de Pequi

17.11.2016

Diminuir os efeitos das doenças causadas por insetos  por meio do desenvolvimento de um carrapaticida natural e de baixo custo a partir de plantas encontradas na região. Este é o  propósito de uma pesquisa desenvolvida pelos alunos do Colégio Status,  Nathan  Nascimento Menezes  e Pedro Henrique Sobrinho. Sob a orientação do professor Doutor Keurison Magalhães, a pesquisa realizada pelos alunos do nono ano do Ensino Fundamental  foi apresentada à comunidade científica pela primeira vez, durante a Feira de Ciência e Tecnologia de Campo Grande - MS.

Os estudantes iniciaram a pesquisa este ano, após vivenciarem uma realidade na propriedade das duas famílias com o surgimento constante de carrapatos no quintal e ver os altos custos dos carrapaticidas. A pesquisa, esclarece o orientador, teve como base o potencial da carrapaticida natural das plantas facilmente encontradas na região, as plantas do cerrado. “As plantas selecionadas foram indicadas, segundo os conhecimentos empíricos  a respeito da flora para o controle do carrapato”. Keurison ressalta ainda que a pesquisa além de ser à base de produtos naturais e baixo custo, vai contribuir para a diminuição do uso de produtos químicos na criação de Pets. Os testes foram realizados em uma placa de petri, com os carrapatos separados por tamanho, sexo e animal de origem, e feita a comparação entre a ação da planta a partir dos seus extratos preparados em diferentes concentrações e em meio aquoso.

Os estudantes Nathan e Pedro  apostam que, com a eficiência da pesquisa em laboratório, a utilização em animais da região possa ser feita até o final do ano de 2017. “Não estamos pensando em lucro financeiro com a linha de pesquisa, mas aplicar produtos de baixo custo e ecologicamente correto”, confessa Pedro. O aluno Nathan, entusiasmado, ressalta: “Estamos desenvolvendo um método sustentável, reduzindo a utilização de produtos químicos no controle do carrapato”, frisa. O  professor Keurison explica ainda que para os testes, os carrapatos  foram coletados  no CCZ e em um Petshop  com o auxílio de pinça e depositados em placas de Petri.  Agora a próxima etapa é prosseguir os testes em um laboratório com estrutura para análises dos componentes das folhas. Mais informações do projeto no Telefone 67 30254060, com o coorientador Lúcio. 

Fonte: Portal Universidade

  • CURSOS
    CERTIFICADOS!
  • Nossos certificados são registrados internamente, associada a uma instituição educacional de ensino presencial, validamos a qualidade e a credibilidade de nossos cursos.
  • SAIBA COMO FUNCIONA

VEJA MAIS CURSOS ONLINE

Pague com:

FALE CONOSCO

REDES SOCIAIS