Governo investirá R$ 7,4 milhões em bolsas de 59 programas de pós-graduação

Bolsas de 59 programas de pós-graduação
Governo investirá R$ 7,4 milhões em bolsas

 

Ao todo, serão ofertadas 65 bolsas de mestrado, 46 de doutorado e 21 de pós-doutorado, totalizando 132 bolsas pagas por até 36 meses

 

O Governo de Mato Grosso do Sul investirá R$ 7,4 milhões em bolsas de pesquisa científica para 59 cursos de pós-graduação de 5 universidades.

A parceria estratégica com o Ministério da Educação, foi firmada nesta quinta-feira (19) por meio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) viabilizando o investimento nas seguintes universidades; Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) e Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal (Uniderp).

Últimas Notícias

Ao todo, serão ofertadas 65 bolsas de mestrado, 46 de doutorado e 21 de pós-doutorado, totalizando 132 bolsas pagas por até 36 meses nas áreas de bioeconomia e biotecnologia, desenvolvimento sustentável, gerenciamento da inovação: produtos e processos, segurança pública e fronteiras.

 

→ LEIA TAMBÉM:

 

Voltado para programas de pós-graduação emergentes ou em consolidação em Mato Grosso do Sul, os cursos foram definidos em oficinas realizadas pela Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundect) junto às instituições de nível superior do Estado.

A parceria com o Programa de Desenvolvimento da Pós-graduação (PDPG) foi firmada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) e Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundect) em encontro virtual realizado nesta quinta-feira.

“O programa de desenvolvimento da pós-graduação é extremamente estratégico para Mato Grosso do Sul, pois temos percebido mudanças importantes, não só na dinâmica econômica do Estado, como também algumas questões que tem nos afetado em termos mundiais, como as mudanças climáticas, o apelo pela sustentabilidade, o desafio da inovação em todas as áreas da sociedade. Entendemos que somente por meio da ciência, da pesquisa científica, conseguimos dar as respostas que precisamos para promover o nosso desenvolvimento”, ressaltou o secretário adjunto da Semagro e presidente do Conselho Superior da Fundect, Ricardo Senna, que representou o Governo do Estado no evento on line.

O valor total do programa é de R$ 7,4 milhões, sendo R$ 4,4 milhões da Capes e cerca de R$ 3 milhões de contrapartida do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul,

“Nenhum programa acadêmico emergente ou em consolidação deixou de ser contemplado”, informou o presidente da Fundect, Márcio de Araújo Pereira.

O secretário Jaime Verruck, da Semagro avalia que a ação irá estimular estudantes e novas políticas públicas.

“Estimular os programas de pós-graduação é estratégico, pois geramos conhecimento que pode ser utilizado, não somente para o governo balizar as suas políticas públicas, como também orientar o setor privado e a sociedade sobre como se comportar diante das mudanças. Além disso, são fundamentais no processo de transformação de Mato Grosso do Sul em Estado Carbono Zero”.

Fonte do Monitor de Notícias Acadêmicas: https://www.portaluniversidade.com.br/pos-graduacao/governo-investira-r-74-milhoes-em-bolsas-de-59-programas-de-pos-graduacao/

Fonte: https://correiodoestado.com.br/cidades/governo-investira-r-74-milhoes-em-bolsas-de-posgraduacao/389870